Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

quarta-feira, 20 de maio de 2015

s

5 motivos errados porque as pessoas namoram e casam

Anúncios
No livro de 1 Coríntios capítulo 13 a Bíblia mostra as características do amor que supera qualquer dificuldade, e uma delas é: "o amor não busca seus próprios interesses". Acredito que o egoísmo seja uma das maiores causas de conflitos nos relacionamentos. As pessoas namoram e casam pensando que estão suprindo as necessidades do outro, quando, na verdade, elas é que querem ser supridas. Por isso citarei 5 motivos errados porque as pessoas se envolvem em um relacionamento:


1º Motivo) PORQUE QUEREM SE SENTIR SEGURAS


É muito comum hoje em dia encontrarmos pessoas inseguras, que não conseguem confiar em Deus e buscam a "segurança" em um parceiro. Por exemplo: A moça acabou de conhecer um rapaz e já diz: "Ah, encontrei o homem da minha vida! Ele é o meu príncipe encantado!" Provavelmente, essa mulher é tão insegura que fica mais apaixonada pela segurança que o rapaz pode dar a ela, do que propriamente pelo rapaz. Se você se casar baseando nisso, certamente terá problemas no futuro. Imagine que ele perca o emprego, o carro, a casa, todo o dinheiro e você fique sem aquela segurança que tanto desejou. O que irá acontecer com seu casamento? 


2º) PORQUE PRECISAM DE ATENÇÃO


Pense em uma moça que conheceu um rapaz muito atencioso. Ele sempre a escuta, pergunta como foi o seu dia, busca-a no serviço, ajuda nos trabalhos da faculdade e dá sempre muito carinho e atenção. Acredito que esse seja o sonho de toda mulher. Mas o que acontecerá quando ele tiver de viajar e não puder te dar atenção? E se arrumar um emprego que ocupe muito seu tempo e não puder mais lhe ajudar nas situações do dia a dia?


3º) POR CAUSA DO STATUS SOCIAL


Há muitas pessoas que namoram e casam pelo simples fato do parceiro ser bem visto na sociedade. Talvez seja devido a sua profissão, por vir de família rica ou ser muito conhecido. Isso também acontece dentro nas igrejas, quando o rapaz ou a moça se destacam por sua espiritualidade ou por fazer parte de algum ministério muito visível. Não há nenhum problema com isso, mas tome cuidado para que o seu desejo de "se sentir realizado(a)" ou estar “bem representado”, não tome o lugar do verdadeiro amor. Você já deve ter ouvido de casos em que os casais se separam, não por falta de amor, mas porque a família não aceita o fato de um não ter condições financeiras ou certa posição social. É muito triste saber que muitos se preocupam mais com a aparência, do que com o caráter, se a pessoa é batalhadora e se tem compromisso com Deus.


4º) PORQUE QUEREM FUGIR DO AMBIENTE FAMILIAR


Quantas pessoas vêem o casamento como uma forma de fugir da realidade difícil na família e casam-se sem um amor verdadeiro? Isso é um grande erro, pois a situação pode se tornar pior do que já era antes. Quem se casa por esse motivo, não percebe que um dos problemas da infelicidade do lar, talvez seja ele(a) mesmo! E, por não enfrentar essa realidade antes de casar, ele(a) simplesmente levará o problema para o novo lar, tornando tudo mais difícil. 


5º)  POR CAUSA DA APARÊNCIA FÍSICA


Muitas vezes um casamento está baseado somente na aparência física. O rapaz namora só porque acha a garota linda. Ele fica bem só de pensar que conseguiu conquistar aquele “Troféu” e agora está "bem representado" por onde for. Se você pensa que será feliz somente se casar com a pessoa mais lindo do mundo, quero te fazer algumas perguntas:

a) Assim que você estiver casado, você acha que a aparência dele(a) irá ajudá-lo a enfrentar as provações da vida?
b) Se você ficar irritado com ele(a), acha que a aparência dele(a) ajudará a acalmar sua raiva? Pode ter certeza que não! Nessas horas a aparência não ajuda nem um pouco.
c) Você acha que o seu namorado(a)  gosta mais de um elogio sobre a sua aparência do que sobre a sua personalidade? Se ele(a) estiver mais preocupado(a) com a beleza exterior, isso pode ser um sinal de que o relacionamento precisa se aprofundar mais, para que seja verdadeiro. 

Eu citei apenas estes 5 motivos errados no qual as pessoas se casam, mas sabemos que há muitos outros, sendo o principal erro: casar com alguém achando que dá para ser feliz sem Deus! Em 1 Coríntios 13 você também verá que o amor é paciente, benigno, não arde em ciúmes, não se enfurece e essas qualidade são a base para um relacionamento bem-sucedido. Por isso, faça uma avaliação do seu relacionamento e pergunte a si mesmo: Será que estas características existem no meu namoro ou noivado? Será que estamos buscando viver de forma que agrada a Deus? 

Lembre-se: a decisão sobre com quem você vai se casar é muito importante. Por isso decida seguir a Deus acima de tudo e quem quiser estar com você, deverá seguí-Lo também. Se você é solteiro e ainda não encontrou a pessoa ideal, entregue esta área de sua vida a Ele. Provérbios 3:5,6 diz: "Confia no Senhor de todo o teu coração, e não se apóie em seu próprio entendimento. Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas." (Provérbios 3:5,6)


Fonte: http://www.pastorantoniojunior.com.br/mensagens-evangelicas/5-motivos-errados-porque-as-pessoas-namoram-e-casam#ixzz3ahpWnQM8

terça-feira, 19 de maio de 2015

Palavras ao vento

Em uma pequena cidade do interior, uma mulher que não se dava bem com sua vizinha e irmã em Cristo, criou um boato de que aquela senhora seria a responsável por uma série de furtos que estavam acontecendo na redondeza. A notícia se espalhou e não demorou muito para a acusada ser presa pela polícia.

No entanto, algum tempo depois, a verdade foi revelada e descobriram que a vizinha era inocente. Aquela mulher, que era cristã e chefe de família, foi solta após muita humilhação e sofrimento. Ela, então, decidiu processar aquela que havia espalhado tantos boatos maldosos a seu respeito.

No dia do julgamento, o juiz achou justo que a autora dos boatos pagasse o valor de R$ 20 mil àquela que foi presa injustamente. Diante disso, a processada disse ao juiz:

Meritíssimo, meus comentários não foram tão maldosos a ponto de eu ter que pagar todo esse dinheiro a ela. O que eu fiz foi um simples comentário e nada mais. Nós somos da mesma igreja e nos conhecemos há anos. Foi tudo um mal entendido e nada mais. Eu não posso ser condenada!

O juiz disse, então:

Certo. Então, antes de eu dar sentença, me faça um favor: escreva todos os comentários que a senhora fez sobre sua vizinha num papel. Em seguida, pique o papel em pequenos pedacinhos e os jogue pelo caminho da sua casa. Amanhã, volte aqui para ouvir a decisão final.

A mulher obedeceu a ordem do juiz, mesmo não entendendo muito bem o que ele queria com aquilo. Ela escreveu tudo o que havia dito, picou o papel e jogou pelo caminho. No dia seguinte, ela voltou ao tribunal.

Ao reiniciar o julgamento, o juiz disse:

Antes de dar a sua sentença, você terá que cumprir uma missão: terá que pegar todos os pedaços de papel que espalhou pela rua ontem e trazer até mim.

A mulher, na mesma hora, reclamou:

Não posso, meritíssimo. O vento espalhou os pedaços para todos os lados e eu já não sei onde eles foram parar. Essa missão é impossível!

O juiz respondeu a acusada:

Isso é tão impossível quanto impedir que um comentário ruim destrua a honra de uma pessoa! Assim como a senhora nunca mais poderá recolher os pedaços de papel que jogou pelo caminho, também nunca poderá desfazer o mal que fez àquela mulher. Se você não pode falar bem de alguém, não fale nada. Eu julgo a senhora culpada e espero que essa indenização lhe sirva como lição!

A Bíblia diz que "há palavras que ferem como espada" (Provérbios 12:18) e, como vimos aqui, um "simples" comentário pode destruir a vida de alguém. Quantas vezes não vemos esse tipo de coisa dentro de nossa própria igreja? Infelizmente, não são poucas as pessoas que dizem temer ao Senhor, mas, ainda assim, são capazes de prejudicar o irmão com acusações sem fundamento. Em Provérbios 6:19 diz que Deus detesta "a testemunha falsa que espalha mentiras e aquele que provoca discórdia entre irmãos", sendo assim, use a sua boca para edificar vidas e não para destruí-las!


Fonte: http://www.pastorantoniojunior.com.br/mensagens-evangelicas/palavras-ao-vento#ixzz3abjqkiKA

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Reabra seu poço!"

O que te fez querer enterrar os dons que Deus te deu?
O que te faz desistir tão fácil dos sonhos que Deus plantou em seu coração?
O que te faz olhar para trás, quando colocou a mão no arado?
O que te faz abandonar seu sonho tão facilmente, e enterra-los?
O que te faz voltar atrás onde caiu e querer ficar prostrado lá?
Seja qual forem as circunstâncias que o levaram a isso, não vale a pena fica longe dos planos de Deus para ti.
Seu sonho , seu dom tem que ser usado para a honra do Pai, seus dons tem que crescer na Plenitude de alcançar ivdas, assim como um dia você foi alcançando.
Viva as promessas de Deus na sua vida, não as entulhe junto com as preocupações, problemas, questões que serão resolvidas, que não permanecerão aí para sempre. Toda tempestade passa, todo  mar agitado cessa seu furor. Volte, reavalie suas idéias, não enterre seus sonhos num poço fundo...ainda há tempo de se tirar os entulhos..tire, e suba para cumprir o que Deus lhe prometeu, e Ele certamente cumprirá!

Apenas não deixe seu poço se esvaziar da água da vida e se encher do lixo do mundo!



22 Isaque mu­dou-se dali e cavou outro poço, e ninguém discutiu por causa dele. Deu-lhe o nome de Reo­bote, dizendo: "Agora o Senhor nos abriu es­paço e prosperare­mos na terra".

Gênesis 26.22


Um dia abençoado para todos.


Luciana Dimani

sexta-feira, 15 de maio de 2015

UM CASAL DE FÉ QUE ORA CONSTANTEMENTE
É FORTE, IMBATÍVEL E VENCEDOR.
Infelizmente é cada vez mais raro ver um casal orando e chorando na presença do Senhor Jesus. Infelizmente a comunhão com Deus está ficando em segundo plano. A vida de oração ou da leitura da palavra já não é mais uma constante na realidade de muitas famílias. Um casal que ora junto, permanece junto. Não adianta ter comunhão no sexo, nas finanças, na educação dos filhos, nos compromissos do lar, mas na oração e na leitura bíblica a vida do casal é um fracasso. A verdadeira segurança conjugal é tornar Deus o centro do casamento por meio da oração. Podemos mudar a história da nossa vida conjugal conversando com Deus, pois a oração é uma força capaz de restaurar a afetividade em nossos corações, fazendo com que estendamos os braços para abraçar, abramos os lábios para dizer “eu te amo” e melhoremos a expressão do nosso rosto para transmitir amor e perdão.
ORAÇÃO PROPORCIONA SEGURANÇA NO CASAMENTO
Para todos nós, segurança é um pré-requisito essencial na felicidade de um lar. Devemos dizer que há, pelo menos, uma coisa que todo casal precisa fazer diariamente para manter seu relacionamento seguro: orar juntos. Essa é a dimensão transcendente do casamento. Existem muitos meios importantes para produzir segurança no casamento, mas esse tem um benefício amplo. Não apenas constrói efeitos positivos no relacionamento, mas também ajuda a afastar grandes dores da vida e nos ensina a lidar com as imperfeições presentes na natureza humana.
ORAÇÃO AUMENTA A INTIMIDADE DO CASAL
O casamento tem várias faces, mas, sem dúvida, a dimensão espiritual é a mais importante. Creio que só existe segurança para o relacionamento conjugal quando o casal ora. Quando os cônjuges oram, abre-se um mundo de transformações diante deles, as reações mudam, o temperamento muda, os sentimentos mudam. Só há uma coisa que eu nunca vi a oração mudar: a beleza física. Mesmo assim, a oração muda os olhos de quem a vê. Porque quem ora, enxerga mais.
NÃO DEIXA O CÔNJUGE SOFRER SOZINHO
O dia-a-dia, o estresse, as preocupações e as ansiedades trazem ao cotidiano conjugal uma aridez, um desencantamento e, às vezes, certo desânimo. Sem oração é difícil suportar qualquer relacionamento. A oração torna a vida a dois uma união estável, gera maior espiritualidade propiciando no lar um ambiente caracterizado pela ternura e compreensão, ajuda o casal a expressar da melhor maneira possível o que sente. A presença da oração faz da vida conjugal algo mais dinâmico, suave e prazeroso.
MAS COMO ORAR JUNTOS ?
Primeiro: Deixe seu cônjuge bastante à vontade. A timidez e a vergonha de orar em voz alta pode ser um empecilho, mas aproveitem para quebrar essa barreira no relacionamento íntimo.
Segundo: Não faça julgamento da oração do seu cônjuge. Nunca orem como se estivessem “passando um sermão” no cônjuge ou enumerando para Deus todos os defeitos do outro.
Terceiro: Escolham o melhor horário para orarem juntos. Não ponham fim aos seus minutos de oração diários, individualmente. Neles sim é possível orar para Deus mudar o outro… ou mudar a nós mesmos!
DEUS ABENÇOE SUA FAMÍLIA.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Vou te esperar, vou te buscar, meu amor é teu para sempre, nada e ninguém conseguirá arrancar de mim o que sinto...nem mesmo um oceano separará ou anulará o amor que tenho por ti.


quinta-feira, 7 de maio de 2015